Aluna é admitida em Mestrado no Reino Unido

Stephanie Koutny, formada em 2012, foi admitida no programa da Mestrado da Queen Margaret University, Reino Unido. A aluna iniciará seus estudos em Cultural, Arts and Festival Management (Gerenciamento de Cultura, Arte e Festival) em setembro deste ano.stephanie_1Sempre interessada pela ideia de estar imersa em outra cultura e idioma, Stephanie cursou International Business na Grenoble Ecole de Management, na França. Para isso, ela contou que teve ajuda dos professores Olavo de Amorim, coordenador de Inglês e Assuntos Internacionais, e Carlos Oliveira, coordenador de Matemática. Ambos forneceram cartas de recomendação, conselhos e correções de textos. Além disso, os professores responsáveis por orientação profissional, Osmar Ferraz e Roberto Nasser, a auxiliaram em relação a decisão do curso durante a 3.a série.

Já o processo para o admissão no Mestrado, ela precisou enviar notas da faculdade, uma redação explicando o motivo da aplicação para o curso e o porquê da escolha da universidade, duas referências acadêmicas e uma profissional, além da comprovação de um curso, de no mínimo dois anos, totalmente em inglês.

Sobre a importância do Bandeirantes para a sua formação, ela destaca dois valores: ambição e coragem. “Eu tento aplicar esse mesmo pensamento nas minhas atividades cotidianas e toda vez que mudo de país ou de cidade. Também sempre acredito que meus objetivos vão ser realizados com o devido esforço e dedicação”, declarou.

“Eu vejo a Stephanie como uma história de sucesso no Bandeirantes. A conquista dela mostra o brilhantismo individual do estudante, que unido ao apoio da família e do Colégio, pode levar o aluno a qualquer lugar”, afirmou o professor Olavo.

Aluna se forma na UCLA

Jenny Choi, formada no Band em 2008, se graduou em Biologia Molecular na UCLA (University of Califórnia – Los Angeles), EUA. Durante o curso, a aluna fez disciplinas de Pre-Med (pré-medicina), que faz parte da preparação necessária para estudar Medicina nos Estados Unidos.

jenny_1

A aluna terminou a faculdade em 2014 com “Honors Degree”, um diploma de bacharelado com conteúdos mais complexos e um ritmo mais dinâmico. Agora ela começará a trabalhar para adquirir experiência e aplicar para um curso de pós graduação.”Não existe uma única prova para ser aceita em universidades. Além das provas, tem o histórico escolar, cartas de recomendação, redações, atividades extracurriculares, e finalmente as entrevistas”, explicou.

Sobre a experiência de fazer uma graduação fora do Brasil, ela contou que foi indescritível. “Além da questão emocional de estar longe de casa, me adaptar em outra cultura, outra língua, e outro sistema de ensino foram desafiadores principalmente no meu primeiro ano em Los Angeles, mas tudo foi fluindo muito bem”, declarou Jenny.

A estudante conseguiu mais de cinco bolsas para pesquisas laboratoriais, participou de órgãos de clubes universitários e foi líder de eventos de caridade, enquanto fazia o curso. “Também aprendi o quão bem fazia ajudar comunidades de pessoas carentes sem pedir nada em troca. Nenhuma moeda pagaria toda essa experiência que eu tive”, completou.

Para a aluna, a importância do Bandeirantes para sua formação incluiu a organização, disciplina e compromisso – em suas palavras “a base”. “Foram essas bases sólidas que serviram de alicerce para a minha formação na UCLA assim como para outras áreas da vida”, declarou.

Além disso, ela destacou as oportunidades oferecidas pelo Colégio. “Sempre tinham eventos culturais, palestras com profissionais de todas as áreas, e cursos mais alternativos. E as aulas foram muito ricas. Os alunos americanos não tinham conhecimento em atualidades de Geografia e História do mundo, que o Band sempre oferecia”, finalizou.