Formados em 2007 e 1992 se reencontram no Band

Foi em meio as memórias desenhadas por cada tijolinho presente nas paredes do Colégio que se deu o encontro de 10 e 25 anos de formados das turmas de, respectivamente, 2007 e 1992. Para isso, os alunos retornaram ao Band para um almoço com direito a muitas lembranças especiais.

43537FF7-9E70-48B1-8742-AABD6E48199F

formandos de 1992

Organizado pelo Departamento Cultural, o encontro permitiu que os alunos se reencontrassem com antigos amigos, professores, funcionários e, principalmente, com o Colégio onde todos esses laços foram criados. Em meio a comida e música, muitos aproveitaram para passear pelo Band e também para comprar moletons da escola, produzidos pelo XXV Grêmio de Agosto.

L M (130)

Estavam presentes o Diretor e Presidente, Mauro de Salles Aguiar; Coordenador de Língua Inglesa, Olavo de Amorim; Coordenador do Departamento Cultural, Ricardo Aguirre; Professor de Geografia, Pedro Coelho e o Professor de Matemática, Manuel Lopes.

formandos de 2007

formandos de 2007

“Foi muito importante reencontrar todo mundo, afinal, parece que ainda ontem eu estava no Band me divertindo com eles. É bom ver que muitos foram bem sucedidos, tem filhos e estão felizes. Nem parece que já faz 25 anos”, conta Ricardo Aguirre que também é aluno formado em 1992. “Nesse período que venho trabalhando como professor pude participar da formação de alguns alunos, o que torna esse ciclo de 10 anos de formado muito interessante. Vi que meus amigos guardam muito carinho pelo Band, o que me anima a continuar os projetos aqui”, comentou o Professor Pedro, da turma de 2007.

Confira a galeria de imagens clicando aqui.

Isabella Lubrano: do Band para o Youtube

Quando Isabella Lubrano se formou no Band em 2006 provavelmente a última ideia que passou por sua mente foi a de que, hoje, ela seria destaque entre os “booktubers” brasileiros. Com mais de 110.000 inscritos, Isabella fez de seu canal no Youtube, “Ler antes de morrer”, uma profissão e, nele, aproveita para falar de uma de suas maiores paixões adquiridas ainda na época do Colégio: os livros.

isabela_lubranno_2

Como “booktuber”, nome daqueles que possuem canais no Youtube para falar exclusivamente de livros, Isabella faz resenhas de obras, fala sobre livros dos vestibulares, dá dicas de leitura e discorre sobre seus livros favoritos.  Para isso, é preciso muita pesquisa e empenho. “Eu tratei o Youtube como profissão, assim, meu foco é sempre fazer algo com qualidade”, comenta ao dizer que participou de workshops do Youtube e até recebeu ajuda de uma fonoaudióloga para os vídeos.

Todo esse esforço e força de vontade é uma herança do que aprendeu nas salas de aula do Bandeirantes, e frequentando projetos como o Idade Mídia, que exploram a comunicação. “A minha vida é antes e depois do Band. Lá que adquiri a capacidade de ler, interpretar e me concentrar. Aprendi a sentar e estudar e levo isso pra vida. É bom estudar e descobrir algo que muda toda a sua visão de mundo”, conta ela ao mencionar que ainda pretende fazer um curso de Letras. “Não quero ser alguém cujo conteúdo se esgote”.

Após se formar no Colégio, Isabella estudou Direito na Universidade de São Paulo e, depois de perceber que não era aquilo que queria, conciliou a USP com a Faculdade Cásper Líbero, onde estudou Jornalismo. O canal, que começou como um blog e gradualmente se tornou o que é hoje, provavelmente não foi a primeira opção de profissão de Isabella mas , no final, conciliou suas paixões: o jornalismo e a literatura.

60 anos de amizade e lembranças

Era 1957 quando um grupo de novos alunos começou a frequentar o Ensino Médio no Band e fortalecer dia a dia sua união.

60_2

Após 60 anos, os amigos realizam encontros em homenagem a amizade e aos laços construídos entre as paredes de tijolinhos da Rua Estela. Os alunos já comemoraram 50, 55 e 60 anos desde o dia em que a turma se conheceu.

60_5

Tudo começou com o casal Zuleika e João Carlos Thomson. Médicos e durante 46 anos, professores da UEL (Universidade Estadual de Londrina), os dois se conheceram no Colégio. Após organizarem encontros de suas turmas da faculdade, decidiram, em 2007, celebrar os 50 anos do início da turma do Bandeirantes.

60_7

“De alguns amigos nunca perdemos contato, mas havia pessoas que nós não víamos há anos”, comentou Zuleika. Por esse motivo, no primeiro encontro, os vinte participantes tiveram de usar crachás de identificação. O almoço que rendeu, além de sorrisos e alegrias, data marcada para os próximos encontros: de 55 e 60 anos.

60_6

A cada encontro, o casal e os demais amigos mergulham em um trabalho árduo  para conseguir entrar em contato com mais colegas. “É um trabalho difícil, mas dá muita satisfação manter as amizades”, explica João Carlos.

60_9

No encontro de 2017, também conseguiram entrar em contato com a professora de Matemática da turma, Guitta Guinsburg. “Nós fomos a primeira classe dela. Ela ficou muito emocionada. Uma vez aluno, sempre aluno”, lembrou ele.

60_8

Como uma viagem no tempo, o casal lembra carinhosamente do Colégio, onde conquistaram laços de uma vida inteira. “O Band foi a descoberta de que eu poderia fazer amigos de verdade. O grupo de 1957 me ensinou o que era amizade. Depois de 50 anos lembramos até das piadinhas de sala, é quase como rejuvenescer”, disse Zuleika. João lembra detalhadamente de professores e funcionários. “O Colégio é um ambiente que, por amadurecer o aluno, acabou por fortaleceu a amizade entre pessoas diferentes”, finalizou João.